Comentários comentados

Acho isso bastante sensato da parte do comentarista Pedro Crispim — essa atitude que os concorrentes num ‘reality show’ deixam de existir para ele no momento que tenham deixado o programa.
O Quintino Aires podia – não, devia – seguir esse exemplo. Esta semana ele considerou necessário bater numa concorrente quando ela esteve no chão. Isso só não contou como violência doméstica porque a mesma já tinha deixado a Casa 😊
Mas se a TVI é considerada como ‘Casa’ também, isso conta. Conta, conta!

Pelo menos é bullying, penso eu. Bullying na mente do Aires é: pegar numa caraterística duma pessoa e continuar a bater na mesma tecla. É mesmo isso que o Professor Emérito da Universidade de Moscovo fez — é, ou não é?
Já percebemos todos que mostrar pacificidade a ele é como agitar uma capa vermelha a um touro. Mas, daí a equiparar pacificidade a agressividade passiva… Não te estiques, Quintino!

You may also like...